sábado, 19 de setembro de 2009

Cegos que enxergam



Minha mãe, como uma boa psicóloga, é cheia de ensinamentos. Uma das frases que ouço repetidamente é “o pior cego, minha filha, é aquele que não quer ver”. No mesmo contexto que minha mãe aplica este conselho, um grupo de amigas tem usado muito outra frase: não vamos se enganar! (o erro de português, nesse caso, é proposital).

Ultimamente tenho convivido com algumas pessoas que estão precisando passar uns dias com a minha mãe e com as minhas amigas para perceberem a realidade que as cercam. É até triste de ver!

Entretanto, ao constatar o conformismo dessas pessoas, é possível entender porque elas criam a sua própria versão da realidade e preferem acreditar piamente nisso, sem questionar atitudes e valores das pessoas que as cercam ou até mesmo se questionar, o que já seria um bom começo. Filha de psicóloga que sou, acredito que expor seus pensamentos e problemas para uma outra pessoa é uma forma de organizar todos os sentimentos que estão dentro de você e, ao se ouvir, já é possível encontrar uma solução. É claro que em alguns casos a ajuda de um profissional é indispensável, mas o desejo de mudar é sempre imprescindível.

Por isso, se você não quer ver seus problemas, por favor: mantenha a distância.

Um comentário:

Iza disse...

sei...estilo Ana Maria Braga:
se vc é alguém que se faz de coitado, FIQUE BEM LONGE DE MIM.
"sem comentários"