quarta-feira, 7 de maio de 2008

Tanti alguri a te!



Hoje é um dia especial.








É especial porque é um dia de comemorações, que infelizmente eu não vou participar ativamente, mas comemoro com ela todo e cada dia que nos falamos, e porque não cada dia que existo, porque não é pelo fato de não nos falarmos por um ou dois dias (e a gente não aguenta muito mais do que isso) que não penso ou não sinto a presença dela no meu coração.

O dia é especial porque é o dia de uma pessoa mais do que especial. Quem a conhece sabe que não existe uma palavra que resuma a presença dela na nossa vida. Radiante, irradia luz e alegria por onde passa, otimista e realista, não tira o pé do chão por nem um segundo se quer e sabe exatamente o que quer e o que não faz questão nenhuma de ter na sua vida. Teimosa e persistente. Não adianta querer mudar o ponto de vista dela, ela é assim. Talvez até saiba que precise mudar de idéia, ou abrir a mente para novas idéias, para, quem sabe, provar pra si mesma que estava errada sobre esse ou aquele aspecto. Mas não, ela dá um jeito de mostrar-se certa, não para dizer pros outros "viu? não avisei?", mas porque ela se conhece e sabe que não adianta teimar com ela mesma! A não ser que seja um italiano teimando, porque daí a resposta vai ser "tá bom", só pra parecer que concordou, mas eles sabem que no fundo, a opinião dela é a mesma desde antes da discussão.

E isso a torna única. Não consigo pensar em um único momento em que ela viu o lado ruim das coisas. Ok, talvez só uma, a bendita Itália. Aliás, já não dá mais pra falar dela sem falar da Itália. Parece que nasceu com um pézinho lá, não pelo fato de ter ascendentes italianos, a cultura com certeza influenciou um pouco, mas nunca foi decisiva na sua vida. Mas agora é. E da forma tão gostosa e risonha que a Itália se mostrou na nossa família, parece que sempre será parte não só da vida dela, mas da vida de todos nós também.

Irmã, mas mais do que irmã, amiga essencial. Impossível ter um dia ruim ao seu lado, e impossível não ser contagiada pela alegria e descontração que só ela tem. Consegue brigar com um sorriso no rosto e depois ainda rir de tudo, e ao final, até esquecer que tinha brigado. E como brigar com ela? Tem alguma coisa no nosso gênio que se complementa e faz com que nos nossos 23 anos de convivência até hoje não tenha acontecido uma briga se quer. Posso dizer que tenho a irmã mais perfeita e desejo que todo mundo tenha uma irmã como ela!

Admiro, torço e amo. Amo muito e amo sempre. E sinto saudades... quantas saudades!!

Só posso agradecer à Deus por ter você na minha vida e peço à Ele que ilumine e te acompanhe em cada passo da sua existência, para você continuar sendo essa pessoa maravilhosa que se tornou e continue conquistando cada vez mais e mais na sua vida. Simplesmente porque você merece. Merece não só as coisas materiais que conquistou, mas também toda a admiração, amor e respeito de todos que convivem com você!

Parabéns, cara!!!!!

Um comentário:

gustavo disse...

que dizer?perfeito...agora eu tb estou com saudades...mas è assim...como fala a filosofa:"a vida è uma,as pernas..duas!"